8/4/2013 – RECEITA LIBERA HOJE CONSULTA AO 4° LOTE RESIDUAL DO IR

RECEITA LIBERA HOJE CONSULTA AO 4° LOTE RESIDUAL DO IR
08/04/2013

Desde às 9h desta segunda-feira (8), é possível fazer a consulta ao 4º lote multiexercício do Imposto de Renda Pessoa Física, com declarações dos exercícios de 2012, 2011, 2010, 2009 e 2008.

De acordo com a Receita Federal, neste lote residual estão incluídos 64.321 contribuintes, que devem receber mais de R$ 145 milhões em restituições, a serem creditadas no próximo dia 15 de abril de 2013 na rede bancária, com correções que vão de 7,64% a 49,07%, referentes à variação da taxa Selic.

Para saber se a declaração foi liberada, o contribuinte deve acessar a página da Receita na internet (www.receita.fazenda.gov.br) ou ligar para o Receitafone no número 146.

Declarações

Do total de declarações do exercício 2012, serão creditadas restituições para 44.433 contribuintes, totalizando R$ 100.014.724,72, já acrescidos da taxa selic de 7,64% (maio de 2012 a abril de 2013). Desse total, 7.563 referem-se aos contribuintes de que trata a Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003 (Estatuto do Idoso), correspondendo R$ 34.264.269,04.

Para o exercício de 2011, serão creditadas restituições para um total de 9.409 contribuintes, totalizando R$ 21.796.296,66 já acrescidos da taxa selic de 18,39% (maio de 2011 a abril de 2013).

Quanto ao lote residual do exercício de 2010, serão creditadas restituições para um total de 6.574 contribuintes, totalizando R$ 16.589.693,57, já acrescidos da taxa selic de 28,54% (maio de 2010 a abril de 2013).

Com relação ao lote residual do exercício de 2009, serão creditadas restituições para um total de 3.070 contribuintes, totalizando R$ 5.321.880,31, já atualizados pela taxa selic de 37%, (período de maio de 2009 a abril de 2013).

Referente ao lote residual de 2008, serão creditadas restituições para um total de 835 contribuintes, totalizando R$ 1.487.010,85, já atualizados pela taxa selic de 49,07%, (período de maio de 2008 a abril de 2013).

Regras

A restituição ficará disponível no banco por um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la mediante o Formulário Eletrônico (Pedido de Pagamento de Restituição), disponível na internet.

Caso o contribuinte não concorde com o valor da restituição, poderá receber a importância disponível no banco e reclamar a diferença na unidade local da Receita.

(Infopessoal – http://www2.uol.com.br/infopessoal/Artigos.shtml?Id=2721883&Secao=_ULTIMAS)

Publicado em NOTÍCIAS
Untitled Document