NOTÍCIAS
 


CÂMARA DOS DEPUTADOS - CPI DO BANCO SANTANDER / BANESPA

19/03/2010


Deputado Marquezelli pronuncia discurso em 16/03/10 perante a Câmara dos Deputados sobre a CPI do Banco Santander/Banespa.


AFABESP - DIRETORIA


LEIA ABAIXO A INTEGRA DO DISCURSO



"O SR. NELSON MARQUEZELLI (PTB-SP. Pronuncia o seguinte discurso.) Exmo. Sr. Presidente da Câmara dos Deputados, Sras. e Srs. Deputados, quando assumi a presidência da Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados, em 2008, tive a missão de intermediar as relações trabalhistas e previdenciárias de diversos setores da sociedade, inclusive aposentados e pensionistas de todo o Brasil.
Um dos grupos desses aposentados que abracei a causa foi dos aposentados e pensionistas do Banespa, cujo controle societário foi adquirido pelo Banco Santander, de bandeira espanhola, em 20 de novembro de 2000.
Naquela ocasião as manchetes sensacionalistas da imprensa brasileira e internacional lançavam elogios rasgados a essa aquisição, tendo em vista que a oferta simplesmente estava bilhões de reais àfrente dos concorrentes. O lance do segundo colocado, o Unibanco, foi de R$ 2,1 bilhões, com ágio de 13,5% sobre o preço mínimo, e o do Bradesco, de R$ 1 860 bilhão, com ágio de 0,53%.
O curioso é que o Banco Santander não queria correr riscos para adquirir a preço de banana podre o Banco Banespa, patrimônio de todo o povo paulista e brasileiro e que foi sucateado em balanços financeiros, pois o Banespa valia naquela época mais de 40 bilhões de reais e até a presença do Presidente do Santander foi notada no prédio da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro durante o malfadado leilão.
A trama urdida pelas autoridades do Tesouro Nacional e da Secretaria da Receita Federal seria um crime de lesa-pátria em qualquer país do mundo, sendo que os títulos federais, que garantiriam isso, Senhor Presidente, garantiriam essas operações, foram repassados ao Santander, cujos valores eram de mais de 4,2 bilhões de reais.
E não ficou por aí, dividas com o fisco de mais de dois bilhões de reais forma simplesmente esquecidas por anos a fio, sendo que o ano passado a Receita Federal reabriu o processo contra o Santander, esses dois bilhões de reais foram engordar os cofres dos espanhóis, que acabaram comprando um banco com capilaridade financeira, patrimonial e social, que valia mais do que o triplo do valor ofertado.
Passados quase dez anos desse que é um dos maiores escândalos financeiros do Brasil, tive a oportunidade de esmiuçar essas ações do Santander em conluio com bandidos travestidos de autoridades governamentais contra o povo brasileiro e cheguei à conclusão que muitas coisas ainda não foram desvendadas nessa privatização.
Realizei diversas audiências públicas sobre o tema e vi a forma desleal com que o Banco Santander negociava com a Comissão do Trabalho da Câmara dos Deputados e com os aposentados e pensionistas do Banespa-Santander. Resolvi então, Senhor Presidente e Senhores Deputados, a colher assinaturas para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar profundamente essa verdadeira negociata com o dinheiro público, em que o Santander foi premiado com a aquisição dos ativos do Banco Banespa, em valores ridículos de menos de um bilhão de reais.
Tenho o apoio de mais de 200 Deputados Federais e estamos aguardando o término das CPIS que estão na fila e iremos instalar a CPI Santander doe a quem doer.
Aos aposentados, pensionistas e seus familiares tenham a certeza que não irei esmorecer nessa luta e que iremos resgatar esses bilhões de reais surrupiados dos cofres públicos e das aposentadorias de milhares de banespianos.
"



 
voltar-----home