NOTÍCIAS
 


DAS TRÊS RAZÕES PARA VOTAR SIM

03/03/2010


Meus colegas aposentados e pensionistas.


Tomo a liberdade de passar para vocês três razões de fato e de direito pelas quais devemos votar SIM na reforma estatutária do Banesprev, para maior participação dos Assistidos e Participantes Ativos no Banesprev.


1a. Razão


Você que é banespiano, tem por obrigação de conhecer as entidades que estão aconselhando ou induzindo-nos a votar Não. Em cartas que todos receberam, estas, vêm referendadas pela Afubesp; Sindicato dos Bancários; Contraf –Cut-; FETEC – CUTSP; FEEB –SP/MS. Deixando os calafrios, das amargas lembranças, de lado, precisamos dizer ou acrescentar alguma coisa? Lembrem-se do congelamento salarial de 5 anos que sofreram os aposentados, quando essas entidades estiveram  em conluio flagrante e escancarado com o Banco. Aqui, está a primeira razão para nós votarmos SIM, pela reforma estatutária.


2a. Razão


Você que é banespiano, também, tem por obrigação de conhecer os nomes dos colegas que estão tentando nos induzir a erro votando Não.     Vou lhes relembrar, apenas alguns, os nomes. Para isso, basta apenas recordar as duas expressivas vitorias conseguidas pelo aposentado nas eleições para a Diretoria Financeira, Administrativa e Conselho Fiscal da Cabesp e também a do nosso candidato ao Conselho Fiscal do Banesprev. Pois bem, os nomes, dos que foram derrotados nessas eleições são os que procuram agora, mais uma vez, persuadir o aposentado, para votar Não, são eles: Sergio R. Zancopé, Oliver Simioni, Herbert V.Moniz Jr., Lucia M. Lopes, Alfredo Rossi, Carlos D.Pupim, Darci A.P.Ruano e Jose Marcello Koch Leme. Aqui reside segunda razão para nòs votarmos Sim;


3ª. Razão


Foram expostas as importantes alterações estatutárias do Banesprev a um dos maiores juristas em Direito Previdenciário, Wladimir Novaes Martinez, autor de 43 livros sobre matéria Previdenciária. Percebam colegas, nossa responsabilidade! Não fomos buscar razões e fundamentos jurídicos em encontros estapafúrdios nas quadras de Sindicatos, mas junto a uma autoridade responsável e competente. Veja o que ele escreveu:


 “Como deixou de existir a Diretoria de Representação e Participação do Banespa, o total de Conselheiros passará a ser de 6 (seis) membros efetivos, aumentando-se o mandato de dois para três anos. Nestas condições, o Banco Santander (Brasil),S.A., sucessor do Banespa, continuará indicando quatro conselheiros e os participantes passarão a indicar dois, o que nada alterará a votação das matérias submetidas ao Conselho, posto que continuará a ser mantida a preponderância dos votos do patrocinador, como era antes.
E prossegue encerrando:
E os participantes não precisam se preocupar com essa mudança porque o art. 62 do Estatuto Social, que não foi nem será alterado (nem deve sê-lo), determina: As alterações deste estatuto e das Regulamentações Básicas não poderão, em nenhum caso, contrariar os objetivos do Banesprev, reduzir benefícios já concedidos ou prejudicar direitos adquiridos pelos participantes ou dependentes, respeitando-se o disposto no art. 24 e seus parágrafos e no art. 29, letra “a” e seu parágrafo único.”


Aposentados e pensionistas, tendo já completado o jubileu de ingresso no Banespa (1959) e 20 anos como advogado da Afabesp, conclamo a todos aqueles que um dia dividiram comigo o trabalho de Tesouraria do Banespa; aqueles colegas de futebol que juntos conseguimos o Tetra Campeão Bancário; todos os colegas do Departamento Jurídico do Banespa; e ainda aqueles com quem tive a honra de trabalhar quando assumi a chefia do Departamento Pessoal e por fim todos aqueles que tive a honra de conhecer e atender como advogado da Afabesp. Enfim a todos que, um dia, tive a honra de apertar a mão, conclamo-os a votar SIM. A atualização do Banesprev depende de nós. Obrigado


Roberto Gaudio 



 
voltar-----home