NOTÍCIAS
 


BANESPREV

DUAS ELEIÇÕES,
DUAS VITÓRIAS


29/01/2010


Nos dias 27 e 28 foram realizadas as apurações das eleições destinadas a eleger o Conselheiro Fiscal representante dos participantes no Banesprev  e os Membros do Comitê Gestor do Plano V, que abriga o pessoal pré-75 que não aderiu ao Fundão.


VITÓRIA AVASSALADORA NO COMITÊ GESTOR DO PLANO V


Todas as  8 vagas para o Comitê Gestor do Plano V foram preenchidas por candidatos apoiados pela Afabesp, Afabans, Sinfab e Abesprev, todos com votação esmagadora em relação aos candidatos apoiados pela Afubesp e entidades sindicais.

Essa escolha mostra claramente a opção dos participantes do Plano V em  apoiar os colegas que DESDE O PRIMEIRO MOMENTO COLOCARAM-SE EM CAMPO CONTRA O CONGELAMENTO.


São aposentados que estão lutando todos os dias pela recuperação das nossas perdas, em virtude das entidades que diziam nos defender, terem assinado o pior acordo coletivo da história do sindicalismo brasileiro.


PERDA DE PODER AQUISITIVO


Esse acordo está provocando perdas de 60% do poder aquisitivo dos aposentados, pensionistas e pessoal da ativa, desde que foi assinado em 2001 e renovado em 2004.

Na verdade, esse acordo foi altamente benéfico para o Banco Santander, pois ao mesmo tempo que achatava nossas complementações, pensões e salários, carreava  lucros para o Banco, que hoje atingem R$ 10 bilhões.


A LUTA CONTINUA


Nossos colegas eleitos tem como compromisso continuar a luta pela recomposição das nossas perdas e  fiscalização e controle das decisões administrativas tomadas pelos gestores do Banesprev, que afetem o Plano V.


VOTO PELO CORREIO TEM PARTICIPAÇÃO MAIS DO QUE O DOBRO DO VOTO POR URNAS NAS AGÊNCIAS.


Enquanto que o voto pelo correio para a eleição do Comitê Gestor teve participação de 63% do total de pessoas aptas a votar, a eleição para o Conselho Fiscal teve participação de apenas 26%, o que reafirma o caráter antidemocrático e obsoleto desse tipo eleição realizada nas agências do Banco.

Se o fato for analisado pelo prisma da abstenção, poderemos constatar que a abstenção do voto por urna foi de inacreditáveis 74%, enquanto que a abstenção do voto pelo correio foi de 37%.


ADVERSÁRIOS DO VOTO PELO CORREIO


Essa boa participação através do voto pelo  correio é uma mensagem clara aos adversários desse tipo de voto que preferem manter o maior número de  aposentados, pensionistas e da ativa fora desses pleitos.
Entendemos que o voto pelo correio é irreversível e deve ser adotado em todas as nossas eleições.


VOTAÇÃO


A maciça votação dos nossos candidatos constitui-se no verdadeiro destaque dessas eleições que abrangeram todo o Brasil.

O Plano V tem 12.871 participantes aptos a votar, dos quais 7.907 compareceram às urnas por intermédio correio.


A confiança depositada nas nossas propostas foi indiscutível, o que se evidencia em alguns números resultantes da apuração.


A votação dos nossos colegas situou-se entre 5.249 para o menos votado e 6.896 para o mais votado, enquanto que a votação do 1º Suplente da chapa contrária  ficou abaixo até dos votos brancos, que somaram 2.045. (ver resultado no site www.banesprev.com.br).


Titulares Efetivos:

YOSHIMI ONISHI 6.896
JÚLIO HIGASHINO 6.869
EROS ANTONIO DE ALMEIDA 6.430
ANTÔNIO MANOEL LEITE 5.532
ADEMAR BENEDITO VANINI 5.374
FRANCISCO AFONSO BANDIERA LEITE 5.365
JOSÉ VALENTE NETO 5.346
ROBERTO ANDRÉ BORGES 5.249


Suplentes:

SÉRGIO ROBERTO ZANCOPÉ 1.897
OLIVER SIMIONI 1.837
HERBERT VIANA MONIZ JUNIOR 1.684
LUCIA MARIA LOPES 1.074
ALFREDO ROSSI 816
CARLOS DOMIGOS PUPIM 704
DARCI APARECIDA DE PAULA RUANO 609
JOSÉ MARCELLO KOCH LEME 533


CONSELHO FISCAL – OUTRA VITÓRIA SIGNIFICATIVA


Na outra eleição apurada, nosso colega CLAUDANIR REGGIANI, apoiado pela Afabesp, Afabans, Sinfab e Abesprev também foi vitorioso com 4.268 votos, somando 57,53% do total,  ao passo em que o candidato adversário colheu 2912,correspondentes a 39,25% dos votos.


SISTEMA OBSOLETO E ANTIDEMOCRÁTICO


Mais uma vez esse método de votação por urnas nas agências mostrou sua obsolescência  e inadequação aos dias de hoje.

A abstenção atingiu inacreditáveis e inaceitáveis 74% para o Conselho Fiscal, enquanto que na votação do Comitê Gestor, realizada pelo correio, a abstenção atingiu apenas 37%.

Além de ineficiente esse sistema de votação via Agências é antidemocrático pois impede de votar  os participantes residentes em cidades que não possuem agência do Banco, bem como aqueles com dificuldades de locomoção ou doenças.


IRREGULARIDADES


Como é de praxe, nesse tipo de eleições sempre existem inúmeras irregularidades que tiram a normalidade do processo eleitoral.

E dessa vez foram observadas, entre outras, as seguintes irregularidades:


- 118 urnas desaparecidas;
- Agências nas quais a votação não foi nem iniciada;
- Urnas devolvidas sem serem sequer abertas;
- Agências que desconheciam totalmente o processo eleitoral;
- Agências onde a eleição somente foi iniciada por insistência de colegas aposentados;
- Relação de votantes em desacordo com o número de inscritos na agência;


CONSELHEIRO FISCAL FISCALIZA TODOS OS PLANOS


As atribuições do Conselheiro Fiscal abrangem o exame de todos os atos administrativos praticados pelos gestores do Banesprev.

É sua obrigação apontar as irregularidades porventura existentes em qualquer órgão colegiado do Banesprev, sugerindo medidas saneadoras ao Conselho de Administração.
Seu compromisso é assumido com TODOS OS PLANOS INDISTINTAMENTE e não somente com o Plano do qual faz parte.

Para REGGIANI  não há distinção de Planos na sua tarefa de fiscalizar, merecendo igual atenção o Plano I,  II, III, IV, V e Pré-75, pois todos nós  participantes de qualquer um dos Planos necessitamos contar com um Banesprev forte, saudável e fortalecido pela ação dos nossos representantes eleitos.
Ao contrário, se aceitássemos a interpretação  veiculada pela Afubesp em seu site, se fosse eleito o nosso adversário nós, dos Planos I, V e Pré-75 não estaríamos representados no Conselho Fiscal do Banesprev, pois o mesmo estaria preocupado apenas com os problemas dos Planos II, III e IV.


AGRADECIMENTOS


Essas vitórias memoráveis devem ser creditadas a todos aqueles que, assumindo a certeza de que somos responsáveis pelo nosso próprio destino, colocaram-se em campo para que conseguíssemos esse sucesso.

Agradecimentos devem destacados para as Afabans, assim como para os colegas que, com sacrifício pessoal, fizeram centenas de telefonemas esclarecendo a respeito das nossas propostas.
Destacamos também o desprendimento de colegas de outras cidades como por exemplo
São João da Boa Vista, que se viajaram 230 km para trabalhar como escrutinadores/fiscais, funções  fundamentais para o bom andamento das apurações. Igual destaque deve ser feito também para os colegas de Vinhedo e de São Paulo que deram o melhor de si nesse trabalho.


Afabesp – Sinfab


Clique para ver fotos



 
voltar-----home