NOTÍCIAS
 


CABESP DIVULGA COMUNICADO SOBRE ELEIÇÕES

10/11/2009

A Cabesp está divulgando no seu site um comunicado sobre a suspensão das eleições para o preenchimento dos seus cargos diretivos.

Nesse comunicado a Cabesp confirma que já houve uma eleição e dois plebiscitos, realizados através de votação pelo correio, com regulamentos elaborados de forma consensual pelas entidades representativas, incluindo a Afabesp e a Afubesp.

O comunicado traz ainda informações que deixam claras as vantagens do voto pelo correio, face ao perfil de distribuição geográfica dos associados da Cabesp.

Estamos assistindo, mais uma vez, os inimigos dos aposentados tentando dificultar a nossa participação em eleições tão importantes para o futuro da nossa Cabesp.

leia abaixo o comunicado.



" 09/11/2009 - ELEIÇÕES CABESP

COMUNICADO IMPORTANTE


De acordo com os termos da Circular de 28/09/2009, os associados da Cabesp deveriam estar recebendo no dia de hoje o material para a votação pelo correio (a saber: instruções, cédula e envelope resposta, como ocorreu na última eleição, realizada em 2007, e nos plebiscitos realizados em 2007 e 2008). Desde 2001, aliás, os regulamentos, elaborados consensualmente pelas principais entidades representativas dos grupos de associados da Cabesp, tem previsto o voto pelo correio.

Ocorre, porém, que, no dia 21/10/2009, a Cabesp foi intimada do conteúdo de uma medida liminar concedida em medida cautelar ajuizada pelos associados Paulo Roberto Salvador, Rita de Cássia Berlofa, Alberto Gomes Maranho, Camilo Fernandes dos Santos, Maria Rosani G. A. Hashizumi, Sérgio R. Zancopé e Wagner Cabanal Mendes (os três últimos candidatos à eleição em curso), os quais pediram e, provisoriamente, conseguiram, a suspensão da votação pelo correio. A Cabesp, cumprindo a ordem judicial, recomeçou o processo eleitoral do seu início através da Comissão Eleitoral, ao mesmo tempo em que impetrou recursos nas instâncias cabíveis.

A título de esclarecimento, esses mesmos associados entraram com pedido semelhante na eleição passada junto ao MM. Juízo de Direito da 3ª. Vara Cível, o qual, por sua vez, indeferiu liminarmente a petição inicial da ação, justamente POR NÃO VISLUMBRAR NENHUMA IRREGULARIDADE NO PROCESSO ELEITORAL (veja abaixo a transcrição da decisão)

“O (....) argumento, consistente em eventual vulnerabilidade na forma de votação não autoriza anular previamente a eleição que se avizinha. Inicialmente porque a forma foi estabelecida pela comissão eleitoral sem ferir os estatutos da requerida, tratando-se inclusive de forma utilizada por diversas associações com atuação em pontos diversos do país, o que torna quase impossível a concentração de votação e apuração. Posteriormente, porque a boa-fé é presumida, dependendo a má-fé de prova, e o voto pelo correio não é prova de má-fé. Não bastasse a presunção de boa-fé, não se pode deixar de ter em mente que o processo eleitoral faculta aos participantes a fiscalização do escrutínio.”

Como se sabe, a adoção do voto pelo correio teve, e tem, o objetivo de aumentar a participação dos associados nas eleições e nas decisões da entidade. Foi assim que a participação dos associados na eleição realizada em dezembro de 2007 atingiu 58,34%, quando na anterior, realizada em 2005 através de urnas nas agências, tinha atingido apenas 37,15%. Pela mesma razão, com o voto pelo correio, a participação nos dois últimos plebiscitos foi de 80,09% em 2007 e de 64,47% em 2008.

Hoje, o perfil e a distribuição geográfica dos associados é a seguinte:

  • Os aposentados representam 81% do total de aproximadamente 24.000 associados;



  • Quase 3.000 associados têm mais de 70 anos de idade e outros 8.000 deles têm entre 59 e 69 anos de idade – sendo qualificados como idosos, de acordo com o Estatuto do Idoso;



  • Os cerca de 24.000 associados estão espalhados por todo o País em mais de 810 municípios e em mais de um terço dos municípios não existe agência do Banco;



  • Em mais de 350 municípios só residem aposentados e em mais de 260 municípios reside apenas 1 associado.


  • São essas as razões que levaram a Cabesp a manter o voto pelo correio nesta eleição: facilidade para a votação, segurança no processo e maior participação dos associados.

    CAIXA BENEFICENTE DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO ESTADO DE SÃO PAULO - CABESP
    "


     
    voltar-----home