NOTÍCIAS
 


BANESPREV – PLEBISCITO É ADIADO SOB PROTESTO DOS CONSELHEIROS ELEITOS

01/10/2009


Em reunião realizada no dia 23/09, que durou 9 horas ininterruptas, o Conselho de Administração do Banesprev deliberou adiar o Plebiscito sobre a reforma estatutária para o mês de março de 2010.

Esse adiamento demonstra mais um desrespeito para com toda a comunidade banespiana, que havia aprovado a tão necessária reforma estatutária do Banesprev na Assembléia Geral do dia 1º de agosto último, realizada no Esporte Clube Banespa.

Essa decisão contrariou a posição dos nossos colegas representantes eleitos Djalma Emidio Botelho e Guarany Caetano de Castro, que votaram pela realização do Plebiscito de imediato em obediência ao Estatuto do Banesprev e ao que foi decidido na Assembléia.

Nessa mesma reunião, por proposta dos nossos colegas eleitos, o Banesprev deverá expedir Informativo Especial, no prazo de 10 dias, no qual serão esclarecidos os itens aprovados na Assembléia.

Protelar a realização do Plebiscito só convém aos interesses inconfessáveis daqueles contrários aos dos aposentados e pensionistas que, mais uma vez, foram utilizados como moeda de troca.

Isso já aconteceu por ocasião dos malfadados Acordos Coletivos de 2001 e 2004, quando as entidades sindicais trocaram o congelamento dos salários e benefícios da complementação por interesses ainda não esclarecidos.

O pretexto para adiar o Plebiscito foi o Grupo de Trabalho que nada tem a ver em termos estatutários com o Banesprev e que jamais havia sido instalado nesses últimos 9 anos e somente agora, após a reforma começar a andar, foi efetivado, de comum acordo entre as entidades sindicais e o Banco.

Além disso, esse Grupo de Trabalho, que apresentará novas propostas de alterações estatutárias, não tem nenhum aposentado entre os seus componentes, evidenciando um completo absurdo e desrespeito para com os aposentados que hoje representam 75% dos participante do Banesprev.

Na verdade, o alvo principal dessa campanha é revogar a proposta da reforma estatutária já aprovada que cria o voto por correspondência e que aumentará a participação dos aposentados/pensionistas nas eleições do Banesprev.

Os inimigos dos aposentados são também adversários do voto por correspondência, pois sabem que se a participação dos aposentados aumentar, suas chances de eleger dirigentes descompromissados com a comunidade banespiana também serão mínimas.


Somente com o voto por correspondência é que conseguiremos diminuir a abstenção verificada nas últimas eleições do Banesprev, que atingiu o índice inaceitável de 61%, o que compromete a representatividade das eleições.

Vamos acompanhar atentamente os resultados do Grupo de Trabalho, deixando claro que não aceitaremos ser mais penalizados do que já fomos em troca da criação de mais um cargo no Banesprev, destinado às entidades sindicais.


 
voltar-----home