NOTÍCIAS
 


AÇÕES JUDICIAIS DA AFABESP

10/09/2014

A ASSESSORIA JURÍDICA DA AFABESP pede encarecidamente  que seus  associados EVITEM encaminhar a Juízes, Desembargadores e Ministros do Poder Judiciário, qualquer tipo de correspondência, seja reclamando da morosidade da Justiça, seja solicitando empenho ou prioridade ao andamento dos processos judiciais de interesse dos aposentados ou pedindo quaisquer outras  providências, sem que para isto haja prévia orientação dos nossos Advogados legalmente constituídos nos autos desses processos.

Essa prática,  a de pressionar o Poder Judiciário,  tem mostrado que mais tem atrapalhado do que ajudado o normal andamento desses processos, haja vista que ao protocolar uma correspondência na Secretaria da Vara, do Tribunal ou do Supremo,  ela necessariamente é encaminhada, sob registro, ao destinatário e este analisa seu conteúdo para dar seguimento ao processo, o que, evidentemente, causa maiores atrasos.

Quando necessário, os próprios advogados constituídos devem requerer o que for necessário, até porquê são eles que possuem, sob procurações outorgadas, a prerrogativa legal de atuar nos processos judiciais.

AFABESP- DIRETORIA







voltar-----home